Ícone do WhatsApp para contato com a Imobiliária Roberta Pires ENTRE EM CONTATO

Cálculo para Financiar Imóvel: Entenda como é Feito

Cálculo para Financiar Imóvel: Entenda como é Feito

(Postada em 27/05/2024)


Adquirir um imóvel é um dos maiores sonhos de muitas pessoas, mas para que esse sonho se torne realidade, é essencial entender como funciona o processo de financiamento imobiliário. Neste artigo, vamos explorar detalhadamente como calcular as parcelas de financiamento de um imóvel, as modalidades de pagamento, e as melhores práticas para conseguir juros mais baixos.

O que é o Financiamento de um Imóvel?

O financiamento de um imóvel é um processo pelo qual uma pessoa obtém um empréstimo de uma instituição financeira para adquirir uma propriedade, seja ela residencial ou comercial. Normalmente, o comprador paga uma entrada e o restante do valor do imóvel é financiado, sendo quitado em parcelas mensais que incluem juros, ao longo de um período pré-determinado. Esse método facilita a compra de imóveis, tornando-a acessível para aqueles que não dispõem do valor total à vista.

Componentes da Parcela de um Financiamento Imobiliário

Para calcular as parcelas de um financiamento, é importante entender o que constitui o valor de uma prestação. Basicamente, a parcela de um financiamento imobiliário se divide em quatro partes principais:

Amortização: Redução do valor original da dívida, que diminui o saldo devedor ao adiantar as parcelas. Juros: Custo do empréstimo, semelhante a um "aluguel" cobrado pelo banco sobre a quantia emprestada. Taxas de Seguro: Seguros obrigatórios para proteger tanto o credor quanto o devedor. Custos Operacionais: Taxas administrativas cobradas pelos bancos para a gestão do financiamento. Passo a Passo para Solicitar um Financiamento Imobiliário

Solicitar o financiamento de um imóvel envolve várias etapas e requer uma série de documentações. A seguir, explicamos passo a passo como proceder:

1. Avalie sua Situação Financeira

Antes de tudo, avalie sua renda, despesas e capacidade de assumir um compromisso financeiro de longo prazo. Ter um bom histórico de crédito é crucial, pois facilita a aprovação do financiamento e pode garantir taxas de juros mais baixas.

2. Defina o Tipo de Imóvel e o Valor

Decida se você está procurando uma casa, apartamento, imóvel novo ou usado. Com base na sua capacidade financeira, determine o valor máximo que você pode pagar pelo imóvel.

3. Pesquise Opções de Financiamento

Diferentes instituições financeiras oferecem condições variadas de financiamento. Compare as taxas de juros, prazos de pagamento e outras condições para encontrar a melhor oferta.

4. Prepare a Documentação Necessária

Normalmente, os documentos exigidos incluem RG, CPF, comprovante de residência e comprovante de renda. Tenha todos esses documentos em mãos para agilizar o processo.

5. Envie a Proposta de Financiamento

Preencha os formulários fornecidos pela instituição financeira escolhida e envie sua proposta junto com a documentação necessária. O banco fará uma análise de crédito para avaliar o risco do financiamento.

6. Avaliação do Imóvel

O banco inspecionará o imóvel para garantir que o valor do financiamento está de acordo com o valor de mercado do imóvel.

7. Assinatura do Contrato

Leia todos os termos e condições do contrato antes de assinar. Certifique-se de entender todas as obrigações, taxas e encargos. Após a assinatura, o contrato deve ser registrado em cartório.

Formas de Pagamento do Financiamento Imobiliário

Existem duas modalidades principais de pagamento no financiamento imobiliário: o Sistema de Amortização Constante (SAC) e a Tabela Price. Vamos entender como funciona cada uma delas:

Sistema de Amortização Constante (SAC)

O Sistema de Amortização Constante é o mais utilizado no mercado imobiliário. Nele, as parcelas começam altas e vão diminuindo ao longo do tempo, pois os juros são calculados sobre o saldo devedor restante, que é reduzido mensalmente.

Tabela Price

Na Tabela Price, as parcelas são fixas do início ao fim do financiamento. Embora as prestações sejam mais baixas no início, elas nunca diminuem, diferentemente do SAC.

Cálculo do Financiamento de Imóvel

Vamos calcular as parcelas de um financiamento usando o Sistema de Amortização Constante. Imagine que uma pessoa financie um imóvel de R$ 500.000 com o "Banco X", para pagar em 360 prestações, com juros de 0,58% ao mês. O valor da amortização seria de R$ 1.388,88 (R$ 500.000 dividido por 360 meses).

Para calcular os juros, multiplique o valor total pelos juros mensais (R$ 500.000 x 0,58% = 290.000). Somando esses valores e dividindo pelo total de meses, temos a parcela inicial de aproximadamente R$ 2.194,44. No entanto, no SAC, os juros decrescem conforme o saldo devedor diminui.

É importante lembrar de incluir taxas de seguro, que normalmente giram em torno de R$ 50,00, e custos operacionais, se houver.

Conseguindo Juros Mais Baixos em Financiamentos Imobiliários

Existem algumas estratégias para conseguir juros mais baixos em financiamentos imobiliários:

Bom Histórico de Pagamentos: Não ter dívidas ou negativação nos últimos 12 meses aumenta sua credibilidade e pode reduzir as taxas de juros. Valor da Entrada: Quanto maior o valor da entrada, menor o risco percebido pelo banco, resultando em taxas mais baixas. Pesquisa de Mercado: Comparar as condições oferecidas pelos principais bancos pode ajudar a encontrar a melhor taxa de juros. Perguntas Frequentes sobre Cálculo para Financiar Imóvel

Como Fazer o Cálculo de Financiamento de Imóvel?

Use simuladores online, inserindo o valor do imóvel, entrada, taxa de juros e prazo.

Como Saber o Valor que Consigo Financiar um Imóvel?

Isso depende da sua renda mensal. Considera-se um comprometimento de até 30% da renda com a parcela, entrada disponível e taxa de juros.

Quais São as Formas de Pagamento do Financiamento Imobiliário?

Entrada e parcelas mensais, com possibilidade de uso do FGTS para amortização ou pagamento de parte da entrada.

Como Solicitar o Financiamento de um Imóvel?

Avalie suas finanças, escolha o imóvel, compare opções de financiamento, prepare a documentação e submeta a proposta ao banco.

Agora que você está mais informado sobre como funciona o financiamento de imóveis, você está pronto para dar o próximo passo em direção ao seu sonho de casa própria. Boa sorte!

Notícias do Mercado Imobiliário