Ícone do WhatsApp para contato com a Imobiliária Roberta Pires ENTRE EM CONTATO

Inventário de Imóvel para Herança: Como fazer?

Inventário de Imóvel para Herança: Como fazer?

(Postada em 01/05/2024)


O inventário é um procedimento legal que envolve a relação, avaliação e distribuição dos bens do falecido entre os herdeiros conforme a lei ou conforme indicado em testamento. Este processo é crucial para a correta administração do patrimônio e para garantir que todos os direitos legais dos herdeiros sejam respeitados.

 A perda de um ente querido é um dos momentos mais desafiadores na vida de qualquer pessoa. Além do impacto emocional, há também a necessidade de lidar com questões legais e administrativas, especialmente relacionadas à herança deixada. Um dos aspectos mais importantes e muitas vezes complicados é o inventário de imóveis. Este artigo serve como um guia detalhado para ajudá-lo a entender e navegar pelo processo de inventário de imóveis após o falecimento de um pai ou mãe.

1. O que é um Inventário?

Definição e Importância: O inventário de um imóvel consiste em documentar minuciosamente todos os bens imobiliários que pertenciam ao falecido. É através deste processo que se determina o patrimônio a ser partilhado, se liquida as dívidas do espólio e se formaliza a transferência da propriedade aos herdeiros.

Objetivos do Inventário:

Clarificação do Patrimônio: Determina exatamente o que faz parte da herança. Resolução de Dívidas: Assegura que todas as obrigações financeiras do falecido sejam pagas. Distribuição Justa: Facilita a divisão equitativa dos bens entre os herdeiros. 2. Passos Iniciais Após o Falecimento

Obtenção da Certidão de Óbito: O primeiro passo legal após o falecimento é obter a certidão de óbito, que é essencial para todos os procedimentos subsequentes, incluindo o início do inventário.

Escolha de um Advogado: Dada a complexidade das leis de herança, é recomendável contratar um advogado especializado em direito sucessório. O advogado poderá orientar sobre os melhores procedimentos, seja para um inventário judicial ou extrajudicial, e ajudará a mediar as discussões entre os herdeiros.

3. Documentação Necessária

Coleta de Documentos: Você precisará reunir todos os documentos relevantes, que incluem, mas não se limitam a:

Escrituras e registros de propriedades; Testamento, se existir; Documentos de dívidas vinculadas ao falecido; Documentos pessoais do falecido, como CPF e identidade. Dicas para Coleta de Documentos:

Organização: Mantenha todos os documentos em ordem cronológica e em pastas categorizadas para fácil acesso. Digitalização: Considere digitalizar todos os documentos para evitar a perda de papéis importantes e facilitar o compartilhamento com os envolvidos no processo. 4. Avaliação dos Bens e Dívidas

Avaliação Profissional: A contratação de um avaliador profissional pode ser necessária para determinar o valor justo de mercado dos imóveis e outros bens significativos.

Liquidação de Dívidas: É importante saldar todas as dívidas do falecido antes de distribuir os bens aos herdeiros. Isso pode incluir impostos, hipotecas, e outras obrigações financeiras vinculadas ao espólio.

5. Processo de Inventário

Opções de Inventário: O inventário pode ser realizado judicialmente, em caso de desacordo entre os herdeiros ou quando há menores envolvidos, ou extrajudicialmente, por meio de cartório, se todos os herdeiros são capazes e concordam com a partilha.

Prazos e Procedimentos: No Brasil, o prazo para dar entrada no inventário é de 60 dias após o falecimento para evitar multas sobre o ITCMD. O processo deve ser conduzido conforme os prazos e procedimentos legais para garantir a validade de todas as operações.

O processo de inventário de imóveis para herança é complexo e requer atenção a detalhes burocráticos e legais. Com a orientação adequada e um planejamento cuidadoso, é possível administrar o patrimônio de um ente querido de maneira justa e eficiente. Mantenha-se informado e procure assistência profissional para navegar por este processo delicado durante um período já difícil.

Notícias do Mercado Imobiliário